8 de maio de 2015

Redação: (98) 98205-4499

08/05/2015 -

Jorge Vieira -

Comente

Governo de Roseana causou mais um prejuízo e MA perdeu investimento

Fila de desempregados: Por descaso de Roseana, 18.000 jovens maranhenses deixaram de ter formação profissional.

Fila de desempregados: Por descaso de Roseana, 18.000 jovens maranhenses deixaram de ter formação profissional

Blog do Garrone – Eram R$ 5,1 milhões para investir em educação profissional para o Maranhão. As cidades atendidas seriam Porto Franco, Balsas e Rosário. No entanto, toda a verba destinada pelo Governo Federal ao Maranhão adormeceu durante seis anos nos cofres estaduais, sem que nenhuma obra tenha sido iniciada. Pelo menos 18.000 jovens maranhenses deixaram de ter formação profissional pelo descaso.

O projeto apresentado ainda em dezembro de 2008, nos últimos meses do governo Jackson Lago, deveria ser distribuído em três cidades do Maranhão para a construção de Centros de Capacitação Tecnológica (CCTs) com 12 salas – entre locais para aula e laboratórios. Através de convênio celebrado com o Ministério da Educação, que disponibilizou recursos do Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação (FNDE), o Governo do Maranhão era o responsável pela construção que formaria os jovens maranhenses para o mercado de trabalho.

Além de proporcionar aos jovens uma nova profissão, os CCTs seriam responsáveis por serviços gratuitos à comunidade como o fornecimento de exames clínicos e análises laboratoriais de alimentos, água, entre outros. Mesmo com todo o investimento disponibilizado pelo Governo Federal e que seria uma oportunidade garantida a jovens e adultos das três regiões, o que se viu foi que nenhuma obra foi sequer iniciada.

O Maranhão chegou a receber R$ 2.475.000,00, valor que ficou paralisado nos cofres estaduais até 20 de novembro de 2014, quando um parecer técnico definitivo do Ministério da Educação exigiu que o Governo do Maranhão, na gestão de Roseana Sarney, devolvesse o valor já depositado pelo Governo Federal para o Maranhão. O motivo foi o total desuso do investimento da União – que esperou por seis anos a construção das escolas no Estado sem que nenhuma obra fosse realizada.

Mesmo com a oficialização da Comissão de Transição entre os governos Roseana e Flávio Dino, a equipe da ex-governadora não informou à equipe do governo Dino sobre a devolução da quantia já destinada ao Maranhão. De posse das informações e documentações referentes ao problema ocasionado pela omissão de Roseana Sarney e seu secretariado, o caso foi encaminhado para investigação de responsabilidades para serem apuradas pela Secretaria de Transparência e Controle.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina