17 de junho de 2017

Redação: (98) 98205-4499

17/06/2017 -

Jorge Vieira -

Comente

Entenda como o Governo economizou R$ 508 milhões que “sobravam” das terceirizadas da saúde

A área da saúde na gestão da ex-governadora Roseana Sarney funcionava como um governo a parte. Comandada pelo seu cunhado, o todo-poderoso Ricardo Murad, a pasta tinha sistema de comunicação próprio, aluguel de aeronaves específico para os serviços da secretaria – e que serviram à campanha da filha Andrea Murad e do genro Sousa Neto – além de fortes esquemas de corrupção que levaram o ex-secretário a ser denominado chefe de quadrilha pela Polícia Federal.

O ‘Governo de Ricardo Murad’ possuía uma verba astronômica para um sistema montado justamente para o desvio de recursos, como o esquema de terceirização dos serviços por meio do uso de Oscips.

Diante desse cenário, o governo Flávio Dino iniciou o processo de limpeza de esquemas de corrupção e de desperdício do dinheiro público. Com isso, conseguiu em dois anos economizar cerca de R$ 508 milhões os gastos com terceirizadas que administrava as unidades de saúde. E ampliando número de hospitais. Isso foi possível reduzindo o gasto com terceirizadas e aumentando os investimentos próprios, via Emserh, a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares.

Com a economia, o dinheiro que “sobrou”, em relação a gestão anterior, possibilitou o atual governo:

– Construir 5 grandes hospitais macrorregionais (Pinheiro, Imperatriz, Santa Inês, Bacabal e Caxias);
– Inaugurar a primeira UTI Materna da rede estadual de saúde do Maranhão no Hospital e Maternidade Marly Sarney;
– Inaugurar o Centro para assistência a pessoas com Transtorno do Espectro do Autista (TEA);
– Expandir os serviços de oncologia em Imperatriz;
– Reformar a Casa de Veraneio para implantação da Casa de apoio do Projeto Ninar;
– Reformar e modernizar vários hospitais pelo Maranhão, a exemplo do Socorrão de Presidente Dutra, unidades de Carutapera e Cururupu;
– Construir a Casa da Gestante em Imperatriz;
– Apoiar o custeio de UPAS e outras unidades de saúde por todo o estado;
– Além de outras dezenas de investimentos;

A economia a que se refere o Governo do Estado empregou de forma correta os recursos existentes e expandiu, e muito, os serviços de saúde em todas as regiões do Maranhão. Bem diferente do que acontecia no passado…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina