27 de setembro de 2011

Redação: (98) 98205-4499

27/09/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

Eliziane Gama vai propor criação de escola bilingue para surdos

A presidente da Comissão de Direitos Humanos e das Minorias, deputada Eliziane Gama (PPS), informou na manhã desta terça-feira (270, que apresentará projeto para a criação de escola bilíngüe para surdos no Maranhão.
A deputada também cumprimentou representantes da comunidade surda que acompanharam a sessão na Assembleia para pedir apoio dos demais deputados à iniciativa e fez alusão ao “Dia do Surdo”, comemorado no dia 26 de setembro.
“Precisamos de uma escola referência no Maranhão para o aprendizado da libra de uma forma inclusiva, porque o modelo inclusivo do Brasil não é adequado, ou seja, colocar criança surda com outra criança com mesma idade, mas sem nenhum conhecimento de libra, não é inclusão é exclusão”, destacou.
Na tribuna a parlamentar disse que solicitará uma visita da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia à escola modelo de Fortaleza que já trabalha o aprendizado sistemático da língua de sinais.
Segundo dados apresentados pela deputada, no Maranhão existem pelo menos 200 mil pessoas surdas, em São Luis pelo menos 30 mil pessoas surdas. Eliziane Gama explicou que a língua mãe do surdo é a libra e cada escola precisa ter um interprete para que a criança surda tenha acesso à educação em libras.
“Todos os 200 mil surdos do Maranhão estão em idade escolar, porém pelo menos 70% dessas crianças estão em evasão escolar. Porque não tiveram o aprendizado da libra, e a libra não é uma invenção, é a língua mãe do surdo”, esclareceu.
A deputada também pediu apoio à base do governo para que o Centro de Apoio ao Surdo (CAS) tenha uma gestão compartilhada e atenda a necessidade das pessoas com problemas auditivos.
“Precisando ter uma gestão compartilhada no Centro de Apoio ao Surdo, ou seja, a direção desse centro precisa ser com o ouvinte que tenha voz, e com a uma pessoa surda, para que desta forma atenda a necessidade do surdo e haja implementação da política adequada”, defendeu.
SETEMBRO AZUL
Na semana passada Eliziane Gama participou do Seminário Estadual em Defesa das Escolas de Bilíngüe para Surdos, promovido pela Associação Maranhense de Surdos e que teve como objetivo discutir a proposta de criação de escolas com línguas de sinais no Plano Nacional de Educação.
O seminário e a mobilização desta terça-feira (27) fazem parte da programação nacional convencionada de Setembro Azul, onde a cor azul foi escolhida exatamente para vislumbrar um novo momento dessa política social no Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RADIO

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina