24 de outubro de 2017

Redação: (98) 98205-4499

24/10/2017 -

Jorge Vieira -

Comente

Desespero toma conta da oligarquia decadente

Desesperados com a revoada de partidos, deputados, prefeitos e lideranças políticas em direção ao projeto de reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB), ex-auxiliares da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) já possuem uma resposta pronta quando questionados sobre a mudança de postura de políticos que em pleitos passados estiveram no palanque da   oligarquia: “Dirigente de partido não é dono de voto, eles estão prometendo o que vão entregar”, disse revelando um certo rancor.

O titular do blog Jorge Vieira conversou com um ex-secretário de Roseana (não cito o nome porque ele não me deu entrevista) e antes que eu perguntasse alguma coisa ele foi logo perguntando quais eram as novidades e já foi alertando que o deputado André Fufuca, presidente estadual do PP, que aderiu à reeleição de Flávio Dino e indicou o novo secretário de Esporte, “prometeu o que não vai entregar porque não é dono de voto”.

Falando em tomo agressivo, como se estivesse com raiva das recentes adesões ao palanque do governador, o ex-auxiliar de Roseana também soltou cobra e lagarto contra o prefeito de Caxias, Fábio Gentil, outro chefe de Executivo municipal que, semana passada, anunciou apoio a Flávio Dino, unindo assim as principais forças políticas da Princesa do Sertão contra o que restou da oligarquia Sarney.

Com a chegada de Gentil para unir forças com Humberto Coutinho , em Caxias, para desespero da turma que está sofrendo com a abstinência do poder, caso Roseana seja candidata novamente contará apenas com apoio do ex-deputado Paulo Marinho, atualmente preso na Penitenciária de Pedrinhas por se negar pagar pensão alimentícia ao filho.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina