17 de Março de 2015

Redação: (98) 98205-4499

17/03/2015 -

Jorge Vieira -

Comente

Deputados criticam postura de Ricardo Murad

O ex-secretário de Saúde do
Governo Roseana Sarney, Ricardo Murad (foto), ao lançar na noite de segunda-feira (16)
uma publicação elogiosa a sua gestão, fez um discurso agressivo contra os
parlamentares que se elegeram pelas coligações que apoiaram o candidato
derrotado do grupo Sarney ao governo, Edinho Lobão, e disse que a oposição ao Governo
de Flávio Dino contaria com apenas três deputados: a filha Andrea Murad (PMDB),
o genro Sousa Neto (PV), e o sobrinho por afinidade Adriano Sarney (PV).

Para o ex-secretários de
Saúde, Edilázio Júnior (PV) e Roberto Costa (PMDB) não são computados como
parlamentares de oposição, embora ambos já tenham usado a tribuna da Assembleia
Legislativa para anunciaram suas condições de oposicionistas. Por isso, os dois
parlamentares, ao serem informados, nesta manhã de terça-feira (17), sobre o discurso
de Murad, reagiram e criticaram a postura do gerentão.

Em reposta as declarações do
ex-gestor da saúde, acusado de ter dispensado mais de R$ 1 bilhão em licitações
na pasta, o deputado Roberto Costa, em conversa com jornalistas, disse que “sou
aliado da ex-governadora Roseana, não sou aliado de Ricardo de Ricardo Murad,
até por entender que muita coisa não andava certo lá pela secretaria dele e que
comprometia todo o nosso grupo. Não vou usar meu mandato para legitimar
interesse Ricardo Murad”, disparou Costa.

Edilázio Júnior, outro
oposicionista ignorado por Murad, também reagiu ao falatório do gerentão e
avisou: “eu não preciso dar satisfação de minha atuação para Ricardo Murad. Sou
oposição, mas sou oposição com responsabilidade”, respondeu o parlamentar.

A resposta de Edilázio soou
como uma indireta à deputada Andrea Murad que sobe à tribuna todos os dias para
jogar palavras ao vento, agredir o governador sem apresentar qualquer justificava
plausível e fazer cobrança absurda para um governo em início de mandato, se
esquecendo dos 50 anos que o grupo Sarney passou no poder e não fez o que ela
quer que o governador faça em dois meses e meio de gestão.   
   

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina