23 de outubro de 2017

Redação: (98) 98205-4499

23/10/2017 -

Jorge Vieira -

Comente

De olho nos seus interesses eleitoreiros, senadores prejudicam os municípios

Politicalha: Remanescentes da oligarquia Sarney, senadores jogam contra os interesses da população

A medida que vai baixando a poeira da trairagem dos senadores maranhenses com a Federação dos Municípios do Estado Maranhão, começa a aflorar os reais interesses dos senadores Roberto Rocha, João Alberto e Edison Lobão em destinar R$ 90 milhões para a Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba) dos R$ 160 milhões das emendas impositivas que as bancadas na Câmara Federal e no Senado haviam acordado em destinados à saúde pública dos 217 municípios maranhenses.

De olho na sucessão de 2018, Roberto Rocha, o popular “Asa de Avião”, articulado com João Alberto e Lobão, colocou a verba que seria destinada à saúde dos municípios justamente nas mãos do cunhado dele, Marco Aurélio Diniz, diretor da Área de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura da Codevasf, para destinar os recursos nos municípios indicados por ele, João Alberto, Edison Lobão e deputados remanescentes do grupo Sarney.

Senador que só pensa em cifrão, apesar de ser conhecido como caloteiro, Roberto Rocha colocou para tomar conta do dinheiro, fruto da quebra de acordo com a Famem, nada  menos que seu cunhado, por isso é bom que os órgãos de fiscalização abram os olho e fique atentos a utilização desses recursos, pois o histórico desses três senadores recomenda que todo cuidado é pouco quando é poucos quando se trata de dinheiro público.

João Alberto, que como presidente da Comissão de Ética do Senado tem jogado tudo que é lixo para debaixo do tapete, inclusive o pedido de cassação de Aécio Neves,  quando foi governador do Estado disse em entrevista ao jornal Estadão que sua gestão foi 90 por cento honesta, ou seja, 100% desonesta. Edison Lobão responde a vários processos na Lava Jato por recebimento de propina, enquanto Roberto Rocha possui ambição patológica e é capaz de tudo para levar adiante seu fracassado projeto de ser governador do Maranhão.

Por isso todos os órgãos de fiscalização deve abrir bem os olhos contra essa trinca de senadores e alguns deputados defensores da oligarquia, que em nome da politicalha prejudicaram os municípios retirando parte da verba que seria destinada a saúde pública para aplicar não se sabe onde, sinal da falta de compromisso com as populações menos favorecidas do Estado.

E tudo isso para impedir que o Governo de Flávio Dino alcance melhores indicadores na área de saúde pública, um dos setores mais prejudicados pela gestão anterior por conta dos desvios de recursos. Segundo a Polícia Federal, a gestão Roseana Sarney/Ricardo Murad na secretaria de Saúde desviou cerca de R$ 1 bilhão, deixando como herança maldita para a população apenas esqueletos de hospitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina