12 de Março de 2015

Redação: (98) 98205-4499

12/03/2015 -

Jorge Vieira -

Comente

Com apenas dois meses de governo, Flávio Dino cumpre mais uma promessa de campanha

Plenário da Assembleia aprovou, hoje, o programa “Mais Bolsa Família”


 

O projeto ‘Mais Bolsa
Família’ proposto pelo governador Flávio Dino foi aprovado, por unanimidade, na
sessão da Assembleia Legislativa do Maranhão desta quarta-feira (11). Com a
aprovação foi instituído o programa que vai transferir subsídio equivalente a uma
parcela mensal do repasse realizado pelo Governo Federal às famílias
cadastradas no programa Bolsa Família. Prevista para ser repassada já em
janeiro de 2016, a quantia visa garantir que os alunos da redepública de ensino
possam comprar material escolar no início do ano letivo.
“No mês de janeiro de cada
ano, cada beneficiário do Bolsa Família, que tenha filho matriculado em escola
pública, receberá uma parcela a mais do benefício, destinada exclusivamente à
aquisição de material escolar”, explicou o governador Flávio Dino.

 

Além dos repasses mensais do
Bolsa Família, os beneficiados vão receber também um 13º benefício, no mês de
janeiro, justamente para a compra de material escolar. O pagamento de uma
parcela a mais do benefício será feito por meio do Cartão Material Escolar.

 
“O programa impactará na
qualidade de aprendizagem dos estudantes maranhenses, porque além de garantir
as condições necessárias para que as famílias adquiram o material escolar,
elevará a autoestima dos estudantes para aprender e participar ativamente do
processo educativo.”, destacou a secretária de Estado da Educação, Áurea
Prazeres.  

 
O deputado estadual,
professor Marco Aurélio elogiou o programa que beneficiará estudantes
maranhenses. “Defendemos e apoiamos esse projeto de grande alcance social. A
partir da inclusão de mais essa parcela do Bolsa Família, voltada para a
aquisição de material. Não vai faltar o essencial, garantindo as condições
básicas dos alunos”, defendeu o deputado, certo de que a unanimidade na votação
revela a sensibilidade dos parlamentares em aprovar esta medida
importante. 

 
Além dos estudantes, as
micro e pequenas empresas em todo o território maranhense, do ramo de livrarias
e papelarias, também serão beneficiadascom mais vendas propiciadas pelo
programa, que já existe no Distrito Federal, onde atende mais de 130 mil alunos
da rede pública.

 

O projeto ‘Mais Bolsa
Família’ proposto pelo governador Flávio Dino foi aprovado, por unanimidade, na
sessão da Assembleia Legislativa do Maranhão desta quarta-feira (11). Com a
aprovação foi instituído o programa que vai transferir subsídio equivalente a uma
parcela mensal do repasse realizado pelo Governo Federal às famílias
cadastradas no programa Bolsa Família. Prevista para ser repassada já em
janeiro de 2016, a quantia visa garantir que os alunos da redepública de ensino
possam comprar material escolar no início do ano letivo.

 
“No mês de janeiro de cada
ano, cada beneficiário do Bolsa Família, que tenha filho matriculado em escola
pública, receberá uma parcela a mais do benefício, destinada exclusivamente à
aquisição de material escolar”, explicou o governador Flávio Dino.

 
Além dos repasses mensais do
Bolsa Família, os beneficiados vão receber também um 13º benefício, no mês de
janeiro, justamente para a compra de material escolar. O pagamento de uma
parcela a mais do benefício será feito por meio do Cartão Material Escolar.

 
“O programa impactará na
qualidade de aprendizagem dos estudantes maranhenses, porque além de garantir
as condições necessárias para que as famílias adquiram o material escolar,
elevará a autoestima dos estudantes para aprender e participar ativamente do
processo educativo.”, destacou a secretária de Estado da Educação, Áurea
Prazeres.  

 

O deputado estadual,
professor Marco Aurélio elogiou o programa que beneficiará estudantes
maranhenses. “Defendemos e apoiamos esse projeto de grande alcance social. A
partir da inclusão de mais essa parcela do Bolsa Família, voltada para a
aquisição de material. Não vai faltar o essencial, garantindo as condições
básicas dos alunos”, defendeu o deputado, certo de que a unanimidade na votação
revela a sensibilidade dos parlamentares em aprovar esta medida
importante. 

 
Além dos estudantes, as
micro e pequenas empresas em todo o território maranhense, do ramo de livrarias
e papelarias, também serão beneficiadascom mais vendas propiciadas pelo
programa, que já existe no Distrito Federal, onde atende mais de 130 mil alunos
da rede pública.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina