26 de agosto de 2011

Redação: (98) 98205-4499

26/08/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

Castelo está vencendo a queda de braço pelo apoio do DEM

A permanência da governadora em Brasília, motivo do adiamento da inauguração do hospital de Paulino Neves de hoje para primeiro de setembro, estaria ligado à questão do Democratas no Maranhão.
Roseana estaria enfrentando dificuldades para garantir o apoio do DEM à candidatura de Max Barros e teria resolvido permanecer em Brasília para tentar reverter a situação.
Os caciques do Democratas, conforme fontes consultadas pelo blog, estariam decidido a autorizar coligação da legenda com o PSDB, partido com o qual possui aliança nacional, inclusive para 2014, e apoiar João Castelo.    
O prefeito, com a toda experiência que possui em pleitos eleitorais, sabe o quanto é valioso os dois minutos que o DEM tem direito no horário da propaganda eleitoral e teria conseguido convencer o senador Agripino Maia de sua viabilidade eleitoral.
Para os caciques do Democratas, o projeto 2014 fala mais alto. Eles não veêm motivo para apoiar um candidato do PMDB se a a aliança nacional é com o PSDB. Castelo pode será um ponto de apoio no Maranhão se conseguir a reeleição.  
Chute fora
Dirigentes do PPS ficaram assustados a com a boataria sobre suposta filiação do ex-prefeito Tadeu Palácio e reagiram com dureza contra os boateiros de plantão.
“No Maranhão, mais se especula que verdadeiramente se faz política. O ex-prefeito Tadeu Palácio não procurou nem manteve qualquer diálogo com a executiva estadual do PPS, sobre uma possível filiação”, afirmou Misótis Lúcio.
Novos municípios
A Assembleia Legislativa venceu a primeira batalha pela criação de novos municípios, mas os deputados que assinaram projetos de desmembramentos estão seguros que se não houver uma mobilização para pressionar o Congresso Nacional a votar a lei complementar recomendada pelo STF, nenhum plebiscito poderá ser realizado.
Para o deputado Neto Evangelista chegou a hora de convocar uma grande mobilização para pressionar a Câmara Federal a cumprir com sua obrigação, pois pelo tempo que o STF solicitou a elaboração da lei, se houvesse interesse em votar a matéria, com certeza, já teria sido aprovada.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RADIO

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina