Bonificação na nota do Enem será assinada hoje em Imperatriz – Jorge Vieira

31 de outubro de 2017

Redação: (98) 98205-4499

31/10/2017 -

Jorge Vieira -

Comente

Bonificação na nota do Enem será assinada hoje em Imperatriz

Deputado participaram da reunião do Conselho da Ufma que aprovou a bonificação 

Será assinada, nesta manhã de terça-feira, em Imperatriz, cidade que mais se mobilizou, a resolução que assegura, pela Universidade Federal do Maranhão, a bonificação na nota do Enem, que já vai valer para o próximo Exame Nacional de Ensino Médio. O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFMA aprovou por unanimidade a Resolução que trata da implementação de Bonificação.

A proposta é do deputado Professor Marco Aurélio (PCdoB), presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Bonificação. O vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB) e o deputado Bira do Pindaré (PSB) também participaram da discussão.

Segundo o deputado Bira do Pindaré, existe uma inversão muito grande no que diz respeito a ocupação das vagas no curso de Medicina, em Imperatriz. Ele explica que a pessoa consegue uma vaga em um curso aqui no Maranhão, mas depois em menos de um ano ela consegue a transferência para o seu município, para o seu Estado de origem e ela deixa uma vaga ociosa.

Conforme o parlamentar existe a evasão e, por consequência, a vaga ociosa e a Universidade não consegue preencher essa vaga e quem fica prejudicado nessa história e Maranhão e a juventude maranhense.

Defensor da causa, Bira adverte que essa problemática também existia em outros Estados, que adotaram a bonificação e estão corrigindo essa distorção causada pelo SISU. “É assim no Pará, em Pernambuco, na Paraíba, vários Estados estão adotando, até o Rio de Janeiro adotou essa política de bonificação”, diz Bira.

Para o deputado, o Maranhão não poderia ficar de fora, tem que adotar a medida que os outros Estados adotaram, porque, conforme Bira, aí é o Maranhão que está se prejudicando, é a juventude maranhense que está se prejudicando, até por falta de oportunidade. “Nós temos pessoas capazes e aptas a frequentar qualquer curso da Universidade Federal do Maranhão”.

Conforme Bira do Pindaré, o que não temos, talvez, dentro dessa lógica de competição, as mesmas condições educacionais que outros Estados já alcançaram. “Aí você me pergunta: mas não era isso que o Maranhão deveria está trabalhando? Sim, o Maranhão tem que trabalhar estrategicamente para elevar os seus indicadores educacionais e está fazendo isso. Só que qualquer investimento em educação, os resultados vêm a médio e longo prazos, não vêm a curto prazo. E no curto prazo a geração atual é extremamente penalizada, ela é excluída, é alijada. Então é por essa razão que nós entramos na linha de defesa da bonificação da nota do ENEM”, justificou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar

Nossa pagina