14 de setembro de 2011

Redação: (98) 98205-4499

14/09/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

Bira responsabiliza governo Roseana por péssimas notas no Enem

O deputado Bira do Pindaré (PT) responsabiliza o governo Roseana Sarney pelo péssimo desempenho das escolas da rede pública no Enem – Exame Nacional de Ensino Médio.
 “Somos o último lugar em qualidade do ensino médio do País. Como se não bastasse 20% da população que não sabe nem ler e nem escrever, metade que não consegue chegar nem a encerrar o ensino fundamental, mais da metade não consegue concluir o ensino médio e quem consegue concluir o ensino médio tem as piores notas do Brasil, e, naturalmente, que isso não é culpa e não é responsabilidade nem do estudante, nem dos professores”, protestou o deputado.
Segundo o petista esse é um problema que deve ser resolvido pelo sistema de ensino maranhense, com replanejamento, que é de responsabilidade da Secretaria de Educação do Governo do Estado. O deputado destacou a Audiência Pública que tratou do Planejamento de Educação, afirmando esperar que o Plano Plurianual aponte uma direção positiva para que se enfrente a situação da educação no Maranhão.
“Quando critiquei a iniciativa do governo que diz respeito à profissionalização dos maranhenses, fiz uma observação construtiva, pois antes de pensar na profissionalização temos que pensar na escolaridade. A profissionalização deve vir acompanhada da escolaridade” esclareceu Bira.
Conforme o Parlamentar essa é a experiência que tem respondido positivamente no Brasil, através dos IFMAs, associando escolaridade com profissionalização e a valorização dos professores e profissionais da educação. A situação dos professores já foi resolvida no Supremo Tribunal Federal, cabe ao Governo do Estado reconhecer a importância da classe trabalhadora e cumprir o acordo.
“O principal vetor para a consolidação e o desenvolvimento da Educação no Maranhão, sem dúvida nenhuma, é a pessoa humana, é o profissional, é o professor, são os técnicos, portanto, são esses que precisam ser valorizados. Então, há um enorme debate para se fazer. O que se queremos é que esses indicadores nos auxiliem a encontrar soluções para os problemas que nós temos, pois não podemos esconder o sol com a peneira”, pontuou ele.
Para o deputado um dos passos para resolver o problema da educação no Estado é reconhecer que ele existe. Pois, os estudantes e professores sofrem muito, não só com os resultados do ENEM, mas com o desenrolar da educação pública no Maranhão, que acaba resultando nos índices de educação.
“A dificuldade do governo em implantar um sistema eficiente é a causa deste resultado triste  e desastroso” Finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Nossa pagina