Bira repercute comentário de padre francês sobre o programa de “Viva Saúde” – Jorge Vieira

4 de agosto de 2011

Redação: (98) 98205-4499

04/08/2011 -

Jorge Vieira -

Comente

Bira repercute comentário de padre francês sobre o programa de “Viva Saúde”

O deputado Bira do Pindaré (PT) utilizou o pequeno expediente da Assembleia Legislativa, na manhã desta quinta-feira (04), para ler e comentar uma carta do padre francês radicado no Maranhão, Jean Marie Van Damme, publicada ontem (03) na impressa estadual.

O padre, que faz parte da Associação de Saúde da Periferia (ASP/MA), afirmou em entrevista a revista Época, em 2010 e reiterou na carta sua opinião acerca do programa do Governo Estadual Saúde é Vida. “Não adianta construir prédios, sem ter duas condições básicas: atendimento pleno da população em atenção básica no seu município de origem e profissionais dedicados que cumpram horários, tratem de forma decente os pacientes e executem o trabalho médico com qualidade”, criticou o padre na carta.
De acordo com Jean Marie não havia tempo hábil para o Conselho Estadual de Saúde (CES) discutir esta política de saúde e o processo foi atropelado, visando, somente, angariar votos na campanha eleitoral de 2010. “Suspeitava que tais construções pudessem ser utilizadas inclusive para angariar recursos para campanhas políticas como aquela que se anunciava no ano em curso. Por este motivo, não havia tempo para o conselho discutir esta política: as licitações tinham que ser concluídas antes do ano eleitoral”, relatou Jean Marie.
Na carta, o padre lembrou que de todos os hospitais prometidos apenas um está “funcionando” e em condições precárias, sem pessoal suficiente. “O que vemos hoje são esqueletos de hospitais se espalhando no Estado e prefeitos avisando: não dêem este presente de grego porque o município não tem condições de manter esse hospital. Até o presente momento, apenas uma unidade dos 65 hospitais de 20 leitos foi “entregue” à população. O de Lago dos Rodrigues. Não se encontram profissionais para sua plena operacionalização”, protestou.
Jean Marie concluiu sua explanação sugerindo algumas medidas que poderiam solucionar o problema crônico da saúde no MA. “O nosso Estado precisa é organizar melhor a atenção básica. Na falta de médicos, ampliar as atribuições do pessoal de enfermagem para ter solução de curto prazo; em médio prazo, abrir mais cursos de medicina; remunerar decentemente os profissionais médicos e demais categorias; criar um plano de saúde com hospitais com resolutividade de média e alta complexidade em locais estratégicos e não disseminar elefantes brancos em locais que o próprio Ministério de Saúde considera sem condições para seu funcionamento”, finalizou.
Após a leitura do texto, o deputado Bira do Pindaré ressaltou a importância de um amplo debate sobre a temática da saúde no Maranhão e afirmou que esse texto do padre fomenta a discussão contribuindo para a solução dos problemas.   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar

Nossa pagina