Logo Blog

Após prisão, aliados de Temer silenciam no Maranhão

O ex-senador José Sarney, sua filha Roseana e o ex-ministro Sarney Filho, principais aliados do ex-presidente Michel Temer (MDB) no Maranhão, silenciaram sobre a prisão dele, nesta manhã de quinta-feira (21) pela Força Tarefa da Lava Jato, em São Paulo, e encaminhado para a sede da Polícia Federal no Rio de Janeiro, acusado de corrupção.

Apontado com o principal conselheiro de Temer, Sarney emudeceu, não disse, até o momento, nenhuma palavra em defesa do agora presidiário. Até o senador tucano Tasso Jereissati, que sempre fez oposição ao Governo Temer dentro do PSDB, criticou a prisão do ex-presidente emedebista e a considerou “desnecessária” em entrevista ao Jornal Hoje, da TV Globo.

Já Roseana Sarney e seu irmão Sarney Filho, ex-ministro do Meio Ambiente, também perderam a língua, nenhum mensagem de solidariedade, estão quietinhos e rezando para que ninguém lembrem deles neste momento de tamanho constrangimento para o partido.

Temer inclusive, assim que tomou posse, e ao longo do mandato que usurpou da presidente Dilma, sempre foi paparicado por Sarney e sua gente, agora com “amigo” jogado ao limbo, está sendo tratado com cachorro pirento.

 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

RADIO

Rádio Timbira Ao Vivo

Buscar

Mais Lidas